Náutico é atropelado pelo Fortaleza nos Aflitos

Por Superesportes (https://www.pe.superesportes.com.br/)
No último jogo com torcida no futebol pernambucano até segunda ordem, uma vez que as medidas de contenção à pandemia do Covid-19 chega neste domingo aos estádios locais, o Náutico recebeu o Fortaleza pela sétima rodada da Copa do Nordeste. Precisando apenas de uma vitória para garantir a classificação antecipada às quartas de final do torneio, o Timbu tropeçou e saiu de campo com uma derrota por 3 a 0 para um efetivo Tricolor de Aço, ainda que tendo o domínio de boa parte do jogo. O gols foram marcados por David, Yuri César e Bruno Melo.

A chance da classificação antecipada foi, pela segunda vez seguida, desperdiçada pelo Timbu, que vem de empate em 2 a 2 com o Retrô, em um jogo que levou sua definição sobre o Campeonato Pernambucano para a última rodada.

Com o resultado, o Fortaleza está na segunda fase da Copa do Nordeste e na liderança do Grupo A do torneio. O Náutico, por sua vez, se manteve em segundo, podendo cair à quarta posição ainda nesta rodada. Se o Ceará perder para o Sport no jogo do domingo, o Timbu dependerá apenas de um empate contra o Bahia, fora, no próximo sábado, para chegar à classificação. No mesmo dia, o Fortaleza encerra o ciclo recebendo o América de Natal. Todos os jogos da rodada estão previstos para as 16h.

Foto: Sie oficial do Clube (www.nautico-pe.com.br)

Náutico tropeça no Retro dentro dos Aflitos

Por Superesportes

Quando o que se esperava, depois da vitória heróica diante do CRB, fosse ao menos repetido nos Aflitos neste sábado… Não aconteceu. Pela oitava rodada do Campeonato Pernambucano, diante do Retrô, o Náutico, mais uma vez, mostrou-se inoperante. Apesar de ter saído atrás no placar e virado o duelo em seguida, tomou o gol de empate e não conseguiu mais furar a defesa adversária.
Um 2 a 2 amargo que culmina no quarto jogo seguido do Timbu sem vencer, e liga o alerta na equipe do técnico Gilmar Dal Pozzo. Isso porque, com o resultado de hoje, o Alvirrubro deixou escapar não só a classificação antecipada às semifinais do Estadual – garantida por Salgueiro e Santa Cruz -, como também vive o perigo de até mesmo não conseguir terminar a primeira fase entre os seis primeiros colocados.
Em quarto lugar com 12 pontos, na última rodada, jogando contra o Salgueiro, fora de casa, o Náutico precisará vencer para garantir-se na próxima fase. Do contrário, uma derrota possibilita Sport, Afogados e Central ultrapassarem o Alvirrubro na tabela. Por outro lado, em caso de empate, o Alvirrubro precisaria torcer para Afogados e Central não vencerem, ou ao menos não superar o saldo de gols.

De virada, Timbu bate CRB no Rei Pelé

Por Superesportes

Depois de quatro jogos, a vitória finalmente voltou ao caminho do Náutico. Sem conseguir bater Botafogo, Central, ABC e Santa Cruz, a crise começava a rondar os bastidores do Timbu, que jogou desfalcado de oito atletas. Porém, mais uma vez, contando com a excelente fase do meia Jean Carlos, o Alvirrubro venceu de virada, por 3 a 2, no Estádio Rei Pelé, em Maceió, e encaminhou a vaga na Copa do Nordeste.
Agora, o Náutico terá duas partidas duras no seguimento do torneio regional. Nas rodadas derradeiras da segunda fase, o Timbu irá encarar o Fortaleza, no dia 14, e o Bahia, no dia 21. Antes disso, o Alvirrubro terá pela frente o Retrô, pelo Estadual, no próximo domingo, às 16h.

Pouco inspirado, Timbu perde Clássico das Emoções

Por Superesportes

No clássico de número 400 em Campeonatos Pernambucanos entre Santa Cruz e Náutico, um passeio tricolor. Com extrema facilidade, a Cobra Coral fez valer o seu papel de líder e venceu os alvirrubros por 2 a 0 no Arruda. Com vaga para mais. Como prêmio, o resultado já garante o Santa, de forma direta, na semifinal do Estadual, uma vez que com 19 pontos a equipe não pode ser mais alcançada pelo terceiro colocado, atualmente o Retrô, com 11
Tranquilidade para que os tricolores se concentrarem agora na Copa do Nordeste e na Copa do Brasil, pelo qual a equipe entra em campo na quarta-feira, para encarar o Atlético-GO, fora de casa, em jogo que vale R$ 1,5 milhão em caso de classificação.
Já o Náutico, que chega ao quarto jogo sem vitórias (duas derrotas e dois empates), entra em um princípio de crise. E se complica no Estadual, já que deixa a vice-liderança e cai para o quarto lugar, com 11 pontos.
Porém, tão preocupante quanto a falta de resultados e a falta de futebol do time, que na quarta-feira tem nova decisão. Dessa vez contra o CRB, em Maceió, pela Copa do Nordeste.
O jogo

Foto: Site Oficial do Clube

Náutico apenas empata com ABC nos Aflitos

Por NE10 (https://jc.ne10.uol.com.br/)

Sem muita inspiração ofensiva, o Náutico voltou a tropeçar dentro do estádio dos Aflitos na Copa do Nordeste. Na noite desta quinta-feira (27), o Timbu recebeu o ABC e empatou por 1×1, pela quinta rodada da fase de grupos. Os gols do jogo foram marcados no começo do primeiro tempo. O meia Jailson, ex- Santa Cruz, abriu o placar para o time potiguar, enquanto o lateral-direito Bruno Souza marcou contra.

Com o resultado negativo, o Náutico caiu para a terceira posição no Grupo B, com oito pontos. Já o ABC continuou na sexta colocação do Grupo A com cinco pontos. Sem muito tempo para lamentar o tropeço na Copa do Nordeste, o Timbu já volta a campo no próximo domingo para enfrentar o Santa Cruz, às 16h, no Arruda, pela sétima rodada do Campeonato Pernambucano.

Foto: Site oficial do clube(www.nautico-pe.com.br)

Náutico engata 5ª vitória consecutiva no Pernambucano

O Náutico fez o dever de casa e venceu o Salgueiro estadual, conquistando a 5ª vitória consecutiva na competição. O gol foi marcado por Josa, aos 45 do segundo tempo.
Com o resultado, o Timbu assume provisoriamente a primeira posição, mas pode perder posições dependendo dos demais resultados da rodada. O triunfo foi de grande importância não só para consolidar a equipe comandada por Márcio Goiano entre os 4 primeiros colocados (que garante vantagem no mata-mata das quartas-de-final, como também manter as chances de classificação na primeira posição, que garantirá vantagem de mando de campo nas fases decisivas, como ocorreu em 2018.

Náutico vence bem Afogados no Vianão

Com o time bastante modificado em relação as peças que vinham atuando regularmente ao longo da temporada, o Náutico mostrou um futebol solto e conseguiu se impor diante do Afogados. Em partida realizada no Vianão, deu Timbu: 3×1.
Senhor das ações, o Náutico abriu o marcador logo aos 9 minutos através do promissor atacante da base, Thiago Rodrigues. Aos 18 minutos, Odilavio ampliou o marcador, dando idéia do que foi o volume de jogo nos 20 primeiros minutos.
Com o triunfo, a equipe alvirrubra passa para a 3ª colocação e com 12 pontos garante matematicamente a classificação para as quartas-de-final. Com um jogo a mais que o Salgueiro, atual 5º colocado, ainda não garantiu a vantagem de ter o mando de campo no mata-mata. Os 4 primeiros colocados ao final da primeira fase do estadual, jogam como mandantes na fase seguinte.

Náutico perde, mas leva a grana

Em jogo amarrado, com vaga definida nas penalidades, o Náutico foi eliminado da Copa do Brasil diante do Santa Cruz. Apesar da derrota, o Timbu não sai de mãos vazias, uma vez que fez acordo para repartir a cota da fase seguinte da competição, cabendo ao derrotado 40%.
O Náutico, apesar de apresentar uma falha grotesca no gol sofrido, conseguiu se manter competitivo ao longo do jogo e mesmo sofrendo com as contusões de jogadores referencia como Wallace Pernambucano e Jorge Henrique, este próximo a definir o jogo no apagar das luzes em dois lances desperdiçados por Fabio Matos e Robinho, respectivamente.
Após a eliminação, o Náutico foca suas atenções para a Copa do Nordeste (onde precisa recuperar posições), Campeonato Pernambucano e mais adiante na Série C do Campeonato Brasileiro, principal objetivo do Timbu na temporada.

Timba vence Flamengo e alcança G-4

Em jogo bastante movimentado em partida válida pelo Pernambucano 2019, o Náutico venceu o Flamengo de Arcoverde por 4-2 e avançou posições, chegando agora no G-4, posição que garante vantagem do mando de campo na etapa seguinte da competição. No jogo realizado nos Aflitos, o Timbu contou com 8 jogadores oriundos da Base e não fez feio. Venceu a equipe sertaneja, 4-2, mantendo-se em vantagem nos dois tempos da partida.

Aos 9 minutos, André Krobel abriu o placar, abrindo vantagem para a equipe alvirrubra, até que aos 17 minutos o placar voltou a estar em igualdade em cobrança de penalidade em favor dos visitantes. Aos 31 minutos ainda da etapa inicial, o Náutico voltou a estar em vantagem no marcador, com gol contra do camisa 11 do Flamengo, João Araujo.

Na segunda etapa, o Timbu ampliou aos 12 minutos, com Thiago Rodrigues, mas voltou a sentir-se pressionado no placar aos 18, quando Pedro diminuiu o placar. Aos 42 minutos, Rafael Ribeiro marcou o 4º tento para o Náutico, decretando a vitória pelo estadual.

Fato ou Fake? Aproveitamento de Márcio Goiano

É Fake!!!

Em entrevista nas rádios após o jogo entre Imperatriz e Náutico, o atual comandante do Timbu afirmou que tinha um dos melhores aproveitamentos como treinador na história do Náutico. Baseado no fantástico acervo desenvolvido por Carlos Celso Cordeiro em seus livros sobre o retrospecto de todos os jogos da equipe alvirrubra, somado a continuidade de pesquisa de nossa editoria, o Futimbu foi investigar e encontrou dados nem tão favoráveis quanto Márcio Goiano poderia imaginar.

O total de registros de treinadores que estiveram no comando do Náutico por 20 ou mais jogos é de 64, desde Palmeira (221 jogos) a Paulo Cesar Gusmão (20). Com 26 jogos no comando técnico, Goiano ocupa a posição de número 52 entre os treinadores que mais atuaram no cargo..

Se igualarmos os critérios de pontuação para todos os treinadores (com vitória valendo 3 pontos e empate 1), Danilo Alvin (31 jogos, 25 vitórias, 2 empates e 4 derrotas) aparece no topo do ranking com proporcionais 82,8% de aproveitamento, obtidos em 1978, entre amistosos e a disputa do estadual (conquistado pelo Santa Cruz e sem a participação do Sport).

O Top 10 dos treinadores com mais de 20 jogos e melhor aproveitamento é seguida por Juan Perez (77,,08% em 32 jogos) Oto Vieira (73,91% em 23 jogos), Paulo Emilio (70,51% em 26 jogos), Ricardo Diez (70,10% em 97 jogos), Alfredo Gonzales (69,61% em 102 jogos), Julio Espinosa (69,61% em 34 jogos), Ernesto Guedes (69,44% em 24 jogos), Antoninho (67,90% em 54 jogos) e Sivio Pirilo (65,74% em 36 jogos)

Considerando o percentual de vitórias, a liderança também é de Danilo Alvin (80,65% dos jogos), seguido de Juan Perez (71,88%) e Paulo Emílio (65,38%). A melhor média de gols marcados pertence a Joaquim Loureiro (3,385) e a menor média de gols sofridos pertence a Ernesto Guedes (0,417 gols sofridos por partida).

Até o momento, o aproveitamento de Márcio Goiano é de 55,13% que o coloca na 38ª posição entre os 64 avaliados. As 12 vitórias (46,15%) representam o 40º posto em percentual de triunfos, enquanto a média de gols marcados (1,577) e gols sofridos (1,154) apontam para 39ª posição em ambos os casos. O melhor desempenho de Márcio é no saldo de gols médio, ocupando a 21ª posição