Náutico engata 5ª vitória consecutiva no Pernambucano

O Náutico fez o dever de casa e venceu o Salgueiro estadual, conquistando a 5ª vitória consecutiva na competição. O gol foi marcado por Josa, aos 45 do segundo tempo.
Com o resultado, o Timbu assume provisoriamente a primeira posição, mas pode perder posições dependendo dos demais resultados da rodada. O triunfo foi de grande importância não só para consolidar a equipe comandada por Márcio Goiano entre os 4 primeiros colocados (que garante vantagem no mata-mata das quartas-de-final, como também manter as chances de classificação na primeira posição, que garantirá vantagem de mando de campo nas fases decisivas, como ocorreu em 2018.

Náutico vence bem Afogados no Vianão

Com o time bastante modificado em relação as peças que vinham atuando regularmente ao longo da temporada, o Náutico mostrou um futebol solto e conseguiu se impor diante do Afogados. Em partida realizada no Vianão, deu Timbu: 3×1.
Senhor das ações, o Náutico abriu o marcador logo aos 9 minutos através do promissor atacante da base, Thiago Rodrigues. Aos 18 minutos, Odilavio ampliou o marcador, dando idéia do que foi o volume de jogo nos 20 primeiros minutos.
Com o triunfo, a equipe alvirrubra passa para a 3ª colocação e com 12 pontos garante matematicamente a classificação para as quartas-de-final. Com um jogo a mais que o Salgueiro, atual 5º colocado, ainda não garantiu a vantagem de ter o mando de campo no mata-mata. Os 4 primeiros colocados ao final da primeira fase do estadual, jogam como mandantes na fase seguinte.

Náutico perde, mas leva a grana

Em jogo amarrado, com vaga definida nas penalidades, o Náutico foi eliminado da Copa do Brasil diante do Santa Cruz. Apesar da derrota, o Timbu não sai de mãos vazias, uma vez que fez acordo para repartir a cota da fase seguinte da competição, cabendo ao derrotado 40%.
O Náutico, apesar de apresentar uma falha grotesca no gol sofrido, conseguiu se manter competitivo ao longo do jogo e mesmo sofrendo com as contusões de jogadores referencia como Wallace Pernambucano e Jorge Henrique, este próximo a definir o jogo no apagar das luzes em dois lances desperdiçados por Fabio Matos e Robinho, respectivamente.
Após a eliminação, o Náutico foca suas atenções para a Copa do Nordeste (onde precisa recuperar posições), Campeonato Pernambucano e mais adiante na Série C do Campeonato Brasileiro, principal objetivo do Timbu na temporada.

Timba vence Flamengo e alcança G-4

Em jogo bastante movimentado em partida válida pelo Pernambucano 2019, o Náutico venceu o Flamengo de Arcoverde por 4-2 e avançou posições, chegando agora no G-4, posição que garante vantagem do mando de campo na etapa seguinte da competição. No jogo realizado nos Aflitos, o Timbu contou com 8 jogadores oriundos da Base e não fez feio. Venceu a equipe sertaneja, 4-2, mantendo-se em vantagem nos dois tempos da partida.

Aos 9 minutos, André Krobel abriu o placar, abrindo vantagem para a equipe alvirrubra, até que aos 17 minutos o placar voltou a estar em igualdade em cobrança de penalidade em favor dos visitantes. Aos 31 minutos ainda da etapa inicial, o Náutico voltou a estar em vantagem no marcador, com gol contra do camisa 11 do Flamengo, João Araujo.

Na segunda etapa, o Timbu ampliou aos 12 minutos, com Thiago Rodrigues, mas voltou a sentir-se pressionado no placar aos 18, quando Pedro diminuiu o placar. Aos 42 minutos, Rafael Ribeiro marcou o 4º tento para o Náutico, decretando a vitória pelo estadual.

Fato ou Fake? Aproveitamento de Márcio Goiano

É Fake!!!

Em entrevista nas rádios após o jogo entre Imperatriz e Náutico, o atual comandante do Timbu afirmou que tinha um dos melhores aproveitamentos como treinador na história do Náutico. Baseado no fantástico acervo desenvolvido por Carlos Celso Cordeiro em seus livros sobre o retrospecto de todos os jogos da equipe alvirrubra, somado a continuidade de pesquisa de nossa editoria, o Futimbu foi investigar e encontrou dados nem tão favoráveis quanto Márcio Goiano poderia imaginar.

O total de registros de treinadores que estiveram no comando do Náutico por 20 ou mais jogos é de 64, desde Palmeira (221 jogos) a Paulo Cesar Gusmão (20). Com 26 jogos no comando técnico, Goiano ocupa a posição de número 52 entre os treinadores que mais atuaram no cargo..

Se igualarmos os critérios de pontuação para todos os treinadores (com vitória valendo 3 pontos e empate 1), Danilo Alvin (31 jogos, 25 vitórias, 2 empates e 4 derrotas) aparece no topo do ranking com proporcionais 82,8% de aproveitamento, obtidos em 1978, entre amistosos e a disputa do estadual (conquistado pelo Santa Cruz e sem a participação do Sport).

O Top 10 dos treinadores com mais de 20 jogos e melhor aproveitamento é seguida por Juan Perez (77,,08% em 32 jogos) Oto Vieira (73,91% em 23 jogos), Paulo Emilio (70,51% em 26 jogos), Ricardo Diez (70,10% em 97 jogos), Alfredo Gonzales (69,61% em 102 jogos), Julio Espinosa (69,61% em 34 jogos), Ernesto Guedes (69,44% em 24 jogos), Antoninho (67,90% em 54 jogos) e Sivio Pirilo (65,74% em 36 jogos)

Considerando o percentual de vitórias, a liderança também é de Danilo Alvin (80,65% dos jogos), seguido de Juan Perez (71,88%) e Paulo Emílio (65,38%). A melhor média de gols marcados pertence a Joaquim Loureiro (3,385) e a menor média de gols sofridos pertence a Ernesto Guedes (0,417 gols sofridos por partida).

Até o momento, o aproveitamento de Márcio Goiano é de 55,13% que o coloca na 38ª posição entre os 64 avaliados. As 12 vitórias (46,15%) representam o 40º posto em percentual de triunfos, enquanto a média de gols marcados (1,577) e gols sofridos (1,154) apontam para 39ª posição em ambos os casos. O melhor desempenho de Márcio é no saldo de gols médio, ocupando a 21ª posição

Náutico consegue eficácia diante do Imperatriz

Em jogo único válido pela primeira fase da Copa do Brasil, o Náutico conseguiu atingir o seu objetivo, obtendo classificação para etapa seguinte da competição e garantindo assim mais R$ 625 mil para o caixa do clube. Sem maiores sustos, o Timbu empatou em 1-1 com o Imperatriz, resultado que garantiu o avanço da equipe pernambucana para a 2ª fase da Copa.
O Náutico saiu na frente com um gol já nos acréscimos da etapa inicial, através de André Krobel. A equipe de Márcio Goiano também esteve mais perto de ampliar o placar ao longo do segundo tempo, contudo acabou sendo punida com uma penalidade no apagar das luzes que deu o resultado final ao placar e tirou o triunfo das mãos do visitante.
Conforme definido em sorteio prévio, o náutico jogará a segunda fase como visitante, mas não poderá contar com o empate a seu favor, uma vez que em caso de igualdade a vaga será decidida na cobrança de penalidades.
O adversário sairá do confronto entre Sinop-MT e Santa Cruz.

Empate no Clássico das Emoções

Em jogo válido pela 4ª rodada da Copa do Nordeste 2019, Náutico e Santa Cruz empataram em 2-2 em jogo equilibrado, nos Aflitos.
O resultado não foi bom para nenhuma das equipes que concorrem de forma paralela por vagas em seus grupos, que tem como característica a ausência de confronto direto dentro de cada chave.

O JOGO

O Náutico foi surpreendido logo no início da partida com um gol do Santa Cruz, que teve a iniciativa do ataque. Contudo, em busca do empate, o Timbu cresceu no jogo e contou com Jorge Henrique para deixar novamente tudo igual.
Na etapa complementar, a história se repetiu e o gol de empate alvirrubro acabou saindo de Vitão, que balançou a rede Coral, fechando o placar da partida em igualdade de 2 tentos.

Foto: Léo Lemos/Náutico

Um justo empate no Sertão

O Náutico arrancou o empate diante do Salgueiro em partida válida pela 3ª rodada da Fase de Grupos do Campeonato do Nordeste.
O resultado foi importante para o Náutico, alçando a equipe Timbu aos 4 pontos conquistados em 9 possíveis. Com 4 gols marcados ao longo da competição e saldo de gols igual a zero, a equipe alvirrubra termina o dia no G-4 poendo ser ultrapassado ao longo da rodada.

Timbu atropela Petrolina nos Aflitos

Com um primeiro tempo devastador, o Náutico atropelou o Petrolina, somando os seus 3 primeiros pontos no Estadual, além de obter a primeira vitória em jogos oficiais em sua casa, Os Aflitos, em 2019.
Não demorou muito tempo para a equipe Timbu balançar as redes. Logo aos 2 minutos de jogo, o atacante Wallace Pernambucano abriu o marcador dando início aos placar elástico da noite de quarta-feira, em partida atrasada da 2ª rodada.
O placar voltou a ser alterado aos 22 minutos, através de Robinho. Com um volume de jogo devastador, a equipe alvirrubra ainda marcou dois gols na etapa inicial através de Fabio Matos (38) e Luiz Henrique (41).
Com o placar construído em larga vantagem, os comandados de Márcio Goiano administraram o placar na etapa final, mas ainda pode contar com Diego Silva dando os números definitivos do encontro, com um gol ja no apagar das luzes: Náutico 5×0.

Náutico joga mal e perde o primeiro clássico do estadual

O Náutico não esteve bem diante do Sport, no primeiro Clássico dos Clássicos do Pernambucano 2019 e caiu diante da equipe leonina na Ilha, 3×1. Com o resultado, o Náutico acumula sua segunda derrota seguida no estadual e abre o sinal de alerta sobre o desempenho da equipe contra oponentes de maior envergadura.
Após perder o amistoso diante do Treze nos Aflitos, o Náutico sofreu 3 derrotas para adversários que podemos denominar como competitivos: Fortaleza (Cope do Nordeste, nos Aflitos: 3×0), Central (Pernambucano, no Luiz Lacerda: 2×1) e agora Sport (Pernambucano, na Ilha do Retiro: 3×1). Com 8 gols sofridos em 3 jogos contra times qualificados, percebe-se a necessidade de ajustar o sistema defensivo para os próximos eventos, sob o risco de sofrer bastante diante de suas pretensões ao longo da temporada 2019.